Sexta, 14 June 2013 04:50

A história de Scooby

Avalie este item
(0 votos)


Em uma manhã após o fim de semana de páscoa, passei por um cachorro,
magro, cabisbaixo... Decidi parar o carro e ir até ele, mas quando cheguei perto, ele não deixou que eu o tocasse. Logo vi um imenso corte com ferimento e larvas em seu pescoço. Procurei saber de onde ele veio.

Os funcionários de uma fábrica em frete, me disseram que ele apareceu por ali e que eles haviam tentado tirar os bichos da ferida, jogando uma substância que eles acreditavam que seria boa.  

Pedi a eles, que o pegassem e o guardassem apenas por aquela noite no estacionamento, para que eu pudesse buscá-lo no dia seguinte e levá-lo ao veterinário.

No dia seguinte, antes de sair de casa, perguntei ao meu filho de 7 anos, que
nome deveríamos dar àquele cachorro. E ele disse Scooby. Então assim, resolvi batizá-lo.

Quando cheguei para buscá-lo, ele estava convulsionando. Coloquei-o rapidamente na caixa que transporto meus gatos e o levei imediatamente.

Já na clínica, ele precisou ser sedado. Os veterinários ajudaram de todos os modos até que ele sarou... Foram dois meses de luta, inclusive financeira (eu vendia bijuterias e cada venda era para pagar as despesas dele).

Quando teve alta, Scooby foi morar naquela fábrica, próximo ao local onde eu o encontrei. Certa vez, tarde da noite, eu o estava medicando através do portão, quando um homem chegou perto de mim. Fiquei com medo, mas ele me disse que eu poderia ir lá a qualquer hora do dia ou da noite que ninguém mexeria comigo e disse ainda que
 “todos" estavam avisados e que todos queriam o bem do cachorro.

O interessante é que antes de o Scooby chegar, a fábrica estava
para ser vendida e fechada, colocando seus mais de 20 funcionários na rua.

Essas pessoas e o dono da fábrica acolheram tão bem esse cachorro em sua volta, que o astral melhorou, as vendas aumentaram e a fábrica está de vento em
popa... Os funcionários dizem que foi por causa do Scooby... E eu acredito que realmente seja.

Anna Tanaka

Lido 4556 vezes