Quinta, 05 Dezembro 2013 13:39

Aumenta o número de morte induzida de animais a pedido de tutores

Avalie este item
(0 votos)

Existem cada vez mais tutores que optam por pedir ao veterinário a indução da morte do animal por afirmar não poderem custear o tratamento médico.

Os veterinários contactados dizem que estes são casos limite e sinal das crescentes dificuldades para pagar estas despesas.

O vice-presidente da Ordem dos Veterinários, Luís Cruz, conta que há uns anos estes casos mais drásticos não surgiam com tanta frequência e até os bons clientes, “que faziam tudo pelos seus animais”, dizem agora, com frequência, que não têm dinheiro. Vários tratamentos podem custar centenas ou mesmo mil ou dois mil euros.

Também o presidente da Associação Portuguesa de Médicos Veterinários Especialistas em Animais de Companhia admite o aumento de pedidos de morte, mas garante que existe quase sempre uma solução e, com frequência, quem suporta os custos são os veterinários.

Jorge Cid conta que o caminho para evitar a morte do animal passa por longos pagamentos a prestações ou pela caridade do veterinário, num tipo de casos que “surgem quase diariamente”.
O representante dos veterinários conta que “cada vez mais as pessoas choram no consultório quando sabem que o seu animal está com um problema e dizem que não conseguem pagar”.

*Esta notícia foi, originalmente, escrita em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: TSF Pt

Lido 2182 vezes