Segunda, 18 October 2010 14:38

A história de um gatinho

Avalie este item
(0 votos)

Por Juliana Santeramo (blog Coisinhas Divertidas www.julianasanteramo.blogspot.com)

 

A pouco mais de um ano atrás, ganhei de presente do meu esposo um gatinho. Eu e a “filhota” adoramos.

Ele nos contou que ele estava na rua em meio a outros gatos, ele devia ter uns 2 meses de vida. Nossa filha deu a ele o nome de Gatinho. E desde então o adotamos não só como um animal de estimação, e sim como um membro da família.

A cada dia que passava nosso amor pelo Gatinho aumentava. Até que no mês de fevereiro de 2010, nosso Gatinho teve um problema urinário e passou por alguns procedimentos, porém não melhorou. Mas, ainda assim estávamos confiando nos profissionais que estavam cuidando dele e com muitas esperanças de que logo ele iria fica bom.

Ele passou alguns dias internado para ficar em observação, porém a observação que fizeram nele, foi colocá-lo no soro e deixá-lo mais de 24 horas sem urinar. E quando o profissional que estava responsável por ele decidiu passar uma sonda uretral, já não era mais possível, o canal estava fechado e eles não conseguiam me dizer o estado dele, ou pior eles não conseguiam me dizer onde estava a bexiga dele, pois não estavam sentindo ela à palpação.

Ainda assim não havia pensado na gravidade de tudo aquilo, e quando nos demos conta de que o problema era de que ele não estava sendo tratado da maneira correta, então o levamos pra casa.

No dia seguinte, sofremos muito mais do que já estávamos sofrendo, a cada minuto que passava, sentíamos que ele estava morrendo, ele já não conseguia mais andar e quando levantava a cabeça começava a tremer muito.

Com muito carinho cuidamos dele da maneira que achávamos que era mais confortável para ele, afinal era melhor ser tratado com carinho do que ficar jogado em uma gaiola, como ele estava naquela clínica.

E procurando pela internet alguma clínica "de verdade" resolvemos correr com ele mais uma vez, e naquela altura, já estávamos muito mal, chorando a todo momento por ver o sofrimento dele.

Tive que deixar minha filha na casa da avó, para que ela não presenciasse todo esse sofrimento.

Ele estava todo trêmulo, e já desmaiado, então conseguimos chegar a essa nova clínica. E ai eu conheci o Dr. Wilson, ele fez um ultrasson e constatou: “Aconteceu alguma coisa errada aqui, a bexiga dele rompeu!"

Meu chão caíu naquele momento. Caí em prantos e não conseguia parar, e ele completou, podemos tentar fazer uma cirurgia pra reconstruir a bexiga dele, mas as chances dele são de 5%. Então, meu esposo falou: “Vamos tentar então, doutor”.

Mais tarde, recebemos a notícia de que a cirurgia foi um sucesso, e que ele estava anestesiado ainda, mas que corria muitos riscos, pois o pós operatório era difícil.

Ele ficou 9 dias internado, e nesse tempo fomos visitar ele todos os dias. O médico disse que foi um milagre ele ter aguentado tanto tempo com a bexiga estourada, e eu digo que Deus acima de tudo abençoou a mão daquele profissional que conseguiu salvar meu bichinho. Ao mesmo tempo que parece que tudo aconteceu ontem, parece que já faz muitos anos, no próximo dia 07 de novembro fará 8 meses que ele fez a cirurgia.

Hoje ele está em casa, sendo tratado com muito amor e carinho, e está vivo. Eu nunca imaginei que eu pudesse amar tanto assim um animal, que hoje eu chamo de meu filhote.

Graças ao bom Deus que nos iluminou o caminho certo da salvação.

Lido 6007 vezes