Sexta, 14 June 2013 04:28

A História de Ágatha

Avalie este item
(0 votos)
 

Vou contar para vocês a história de minha gata: Ágata...

Tudo começou no dia 11 de março de 2010. Nesse dia, estava muito frio. Foi quando encontrei, embaixo de um carro, uma gatinha magra, com os olhos grudadinhos e seu miado era rouco...

Levei-a para casa e logo lhe ofereci um pires de leite e ração (tive que triturar a ração da minha cachorra Morgana. Era o que eu tinha no momento), mais ela nem deu bola... Então, fui ao mercado comprar ração e areia.

Quando voltei, ela estava dormindo, coitada, estava tão fraca, com frio e fome, que só queria descansar...

Fui cuidando dela, mas ainda estava fraca, seus olhos não melhoravam e seu miado, também nada de melhorar... Então a levei à veterinária.

Lá, me perguntaram seu nome e eu disse que não tinha dado nenhum nome a ela, pois estava com medo de me apegar e ela não resistir... Enfim, a veterinária a examinou e disse que era estranho colocar o termômetro nela e ela não miar...

Bom, ela estava com começo de pneumonia, seus olhos estavam grudadinhos devido à baixa imunidade, então a veterinária deu-lhe uma injeção e disse que ela ficaria bem...

Realmente... Ela ficou ótima!  Passado uns meses, a castrei... Hoje ela está com 2 anos e 10 meses, linda e gorda.

E para finalizar a história... O nome Ágatha, escolhi porque quando a levei à veterinária, na ficha dela, tinham que colocar um nome. E como eu ainda estava apreensiva com sua saúde e não havia dado um nome a ela, a moça da recepção colocou na ficha: gatinha... Quando a chamavam, diziam: a gatinha... Então só juntei tudo e dei a ela o nome de Ágatha (a gatinha).

A minha Agathinha que hoje e sempre, significa para mim: Felicidade!

Simone Taly

Lido 4600 vezes