Sábado, 20 July 2013 03:54

Minha Doce Lucy

Avalie este item
(0 votos)



No dia 17 de janeiro de 2011, adotamos uma cachorrinha linda. Uma basset hound. Estava magérrima, mas era linda, morava em um canil onde tinha sido abandonada por um casal... Olhei para ela e ela com aquele olhar triste me conquistou.... Me apaixonei!
Abaixamos o banco do carro e ela pulou com suas patinhas curtinhas na beira do porta-malas, e a ajudamos a subir. Ela entrou no carro rápido e ficou nos olhando... Como se disesse: "Feche logo este porta-malas". Quando entramos no carro, ela se aproximou e encostou o rosto no ombro do meu marido e assim foi até chegarmos ao veterinário. Lá , ela ficou internada por 10 dias e quando pode ir pra casa, se sentiu realmente em casa, olhou todo o apartamento e foi deitar na sua nova caminha, na beirada da nossa cama e ali dormiu por horas.

Em fevereiro engravidei! Comecei a trabalhar meio período, eu e a Lucy, seguimos direitinho as orientações do ginecologista.... comer a cada 3 horas e descansar bastante! Eu engordei 14Kg e ela 20Kg! Acompanhou minha gravidez como uma escudeira fiel, onde eu ia lá estava ela! O que eu comia, ela também comia. Lembro que sentava na beira da cama e ficava assistindo minhas séries preferidas e ela ficava me chamando com o focinho e aquele narizinho molhado me cutucando para receber carinho, de repente escorregava o corpinho e deitava.... era dorminhoca....
Sabe, não conheci cachorra mais dócil, mais humilde e obediente em toda a minha vida!
Quando o Miguel nasceu, ela sem reclamar entendia que eu já não poderia dar-lhe tanta atenção, às vezes eu a procurava e ela estava debaixo do berço dele....dormindo junto com ele....

No dia 17 de janeiro de 2013, infelizmente, depois de exatamente 2 anos, ela partiu...
Peço perdão a DEUS se para salvá-la prolonguei o seu sofrimento, mas fizemos tudo que estava ao nosso alcance...

Hoje meu coração está partido, mas o céu está em festa, tomara que lá tenha uma grama linda e verde na qual ela possa rolar o quanto tiver vontade!
Que a minha saudade seja transmitida a ela como um afago na cabecinha dela todas as manhãs....
Chico Xavier disse, que nós estamos para os animais, assim como os nossos anjos guardiões estão para nós.... dizem que algumas pessoas amam os animais como filhos, mas na verdade eles é que nos amam como mãese pais, um amor incondicional e desinteressado, que nunca conseguiremos retribuir na mesma intensidade...
Hoje deixei seu corpinho, sob uma árvore frondosa de sombra grande de ar puro e simples e desejo que ela esteja em paz e nunca mais sofra...
Deixo aqui nessas palavras minha saudade eterna.... e parte do meu coração...


Lívia de Menezes Salomão

Lido 4324 vezes